domingo, 17 de junho de 2018

Ivory Tree Game Lodge


Terminada a visita em Sterkfontein, como contei aqui, segui viagem, com minha guia particular, para o hotel que escolhi viver uma experiência inesquecível: fazer safári. Neste ponto da viagem, eu estava sozinha e precisava me virar em inglês para tudo. E foi tudo maravilhoso!



O hotel fica dentro do Pilanesberg National Park e eu já fui recebida por elefantes (embora na hora em que moça do hotel me chamou para vê-los eu custei a acreditar, mas era verdade, eles estavam ali, só para me dar um 'oi'!).



Feita a saudação inicial, ela me entregou um mapa do hotel com meu bangalô assinalado. Bora lá encontrar! E já me avisou: em 35 minutos sai o safári. Ok. Era o tempo de chegar no quarto, largar as coisas, descer para o bar do hotel para conhecer meu driver e ver a bicharada. E assim foi feito. 

Antes de regressar, fiz umas fotinhos do quarto. Essa varanda com vista para o parque me inspirou a tomar um mate, mas não dava tempo! O primeiro safári me esperava!
















No hotel, as refeições estão incluídas: um pequeno café da manhã, servido entre 5h30 e 6h; café da manhã, das 8h às 10h; almoço das 13h às 15h; lanche da tarde, das 15h30min às 16h e jantar na volta do safári. Ah, e durante os safáris ainda tem o snack. Todos os pratos que provei estavam deliciosos. Se tem muitos hóspedes, funciona no sistema de buffet; se não, no de menu executivo.

Por falar em safáris, tema do próximo post, são dois por dia incluídos no preço: um que sai às 6h e outro que sai às 16h. Eles duram 2h cada um.

Outro detalhe que eu adorei: o jantar, se você assim optar, é numa mesa grande, reservada em nome do seu driver. Assim, você convive com os outros hóspedes do hotel que estão no mesmo carro que você. 



Lanchinho feito, driver apresentado (Daniel). Partiu safári!

E quando a gente volta, o quarto já está preparado para dormir. 


Ainda, você tem equipamentos para um café ou chá e tem frigobar, também:



Esta região, importante lembrar, está fora da zona de risco da febre amarela. Mas um repelente é sempre importante para evitar qualquer problema futuro, né?


O café da manhã era sempre sob forte observação:






Outras fotos do hotel, de suas refeições e da hora do mate:















Gostou do hotel? Você pode reservá-lo diretamente clicando aqui. Não é um hotel barato, mas vale cada centavo investido. Tem internet free e paga (melhora a qualidade), mas só nas áreas comuns.

*Este post não é apoiado ou patrocinado. Reflete a minha experiência no local.



domingo, 10 de junho de 2018

Sterkfontein Caves


Descobri esse lugar por indicação de uma grande amiga que, sabendo que eu estava de viagem marcada para a África do Sul, me disse que eu 'tinha' que ir a Maropeng, mas mais especificamente em Sterkfontein. E quando eu olhei do que se tratava, decidi que iria!

A aventura começou aqui. Saí de Capetown sozinha, voei para Joanesburgo e do aeroporto segui de carro para Sterkfontein, em translado privativo. E valeu muito conhecer Mr. Ples.


Comprei o ingresso na hora e entrei para o museu, para aguardar a próxima visita guiada à Caverna.

Sterkfontein é Patrimônio da Humanidade, pela UNESCO, desde 1999. Significa Fonte Forte e é um conjunto de grutas cársicas onde foram encontrados fósseis que permitem considera-las como The Cradle of Humankind.

Foi aqui nesta região que foi encontrado o Mr. Ples, um esqueleto quase completo de Australopithecus africanus, com 2,3 a 2,8 milhões de anos de idade. Aqui também foi encontrado outro esqueleto, Little Foot, que se imagina tenha mais de 3 milhões de anos.

No museu, denominado Roberto Broom Museum, a gente aprende sobre a evolução do homem e sobre os achados no local.




























O grupo foi chamado para começar o tour na caverna. Todos devem usar capacetes e prestar muita atenção no piso, que é um pouco escorregadio. A guia carrega uma maleta de primeiros socorros. Caso você não suporte locais fechados, não vá!






Local onde Mr. Ples foi encontrado






Essa estalactite parece um elefante, não?




Mr. Roberto Broom


As escavações ainda acontecem e os pesquisadores acreditam que ainda tem muito a ser encontrado.




Há um restaurante no local, além de banheiros limpos. 


Você pode se hospedar no Maropeng Hotel (reserve clicando aqui) e visitar a exposição Maropeng (saiba mais aqui), que é mais interessante, segundo a guia, para crianças. Eu precisava optar e ela me sugeriu Sterkfontein e não me arrependi.